top of page
clarice correa foto.jpg

Clarice Correa

ACADÊMICA CORRESPONDENTE
CADE
IRA 06

Clarice Correa, filha de trabalhadores rurais, nasceu em 22 / 06 /1968, em Chapada / RS. Viveu uma infância conturbada, sendo sua família muito pobre. Para amenizar dificuldades, seus pais a levavam para passar algum tempo na casa de seus avós. Quando em idade escolar, já trabalhava de
babá e doméstica, tendo que abandonar os estudos na quinta série do fundamental.
Mas mesmo com tão pouco estudo, nessa idade de 12, 13 anos já sonhava em escrever livros. Acreditava que isso seria impossível para ela. Em 1984, Clarice casou-se aos dezesseis anos com Vilson Correa, grávida de seu primeiro filho Vilnei. Passou então assinar apenas Clarice Correa.
Em 1989, teve a filha Vanderléia, e em 1990, a filha Juliana. Com três crianças e muitas dificuldades, Clarice fazia pães, e doces para vender. Depois, ajudou montar uma lenheira. Cortava, contava, carregava e vendia lenha no inverno.
No verão, vendia roupas, perfumes e bijuterias.
Aos 32 anos descobriu um início de câncer de útero, fez cirurgia e durante sua recuperação os sonhos de escrever livros voltaram muito forte. 
Mas como, se mal sabia ler e escrever?! Foi nesse mesmo ano de 2000, que ela procurou uma escola onde ofereciam estudo para adultos. Mesmo Contra a vontade de seu esposo, fez a matricula e num curto espaço de tempo (seis meses) concluiu o ensino fundamental.
Aí já se dedicava a produção de textos, principalmente poesias. Tinha também ótimo desempenho em artes visuais. Em 2001 ingressou na escola franciscana Nossa Senhora da Glória, onde cursou o ensino médio na modalidade Magistério.
Ser professora era outro sonho antigo. Nesse primeiro ano, começou escrever os textos de seu primeiro livro que foi publicado em 2002. Teve muitas dificuldades de encontrar alguém que a ajudasse ou orientasse como se fazia um livro.
Clarice enviava cartas para jornais e editoras, mas não recebia respostas.
Certo dia, olhando uma revista que circulava na cidade de Carazinho, onde morava, teve a ideia de ir a procura de alguma informação. Lá conheceu Cideno Lucena, o dono da revista Contato VIP, que também funcionava como editora e finalmente ela fez o primeiro livro intitulado Meus Pensamentos, poesias e textos diversos com algumas ilustrações. No mesmo ano participou de uma coletânea da Associação Gaúcha dos Escritores Independentes, de Porto Alegre / RS, onde lançou também seu livro, na Feira do Livro daquele ano. 

Em 2003, lançou o livro romance O Concurso do Amor, e de novo participou da coletânea da AGEI e fez lançamento em Porto Alegre. Nesse tempo, tentou criar uma associação de escritores em Carazinho, mas não eram conhecidos. 
Conseguiu, que criassem um quadro no intuito de resgatar e registrar os nomes antes que se perdessem na História. Durante esse tempo fez diversos trabalhos literários voluntários em escolas e creches. Em 2004, formou-se no magistério obtendo nota 91 em seu diploma. Tempos depois, ingressou na universidade no curso de Ciências Biológicas, do qual desistiu depois de cursar 4 semestres por não conseguir pagar.
Em 2018, finalmente ajudou fundar a Academia Carazinhense de Letras.
onde ocupa a cadeira de número 4. Em 2019, lançou o livro infanto-juvenil A Abelhinha Solidária, e em 2020, participou da Coletânea Carazinho por escrito, da editora Os Dez Melhores com o fato verídico, Eu perdida em Carazinho.
Clarice desenvolve em Carazinho dois projetos sociais, um em escolas, com contação de histórias e doações de sementes e mudas de chás, e outro na Gare há 7 anos com distribuição de flores e poesias na véspera do dia das mães.
Em dezembro de 2021, foi eleita presidente da Academia Carazinhense de Letras para o período de 2022 até dezembro de 2023. Em 09 / 10 / 2022 lançou o quarto livro solo intitulado Coração em Chamas, de poesias e crônicas.
Em 12 de novembro de 2022, estará sendo empossada na Academia Internacional de Artes, Letras e Ciências “A Palavra do Século 21” - Alpas 21, como acadêmica correspondente, onde ocupará a cadeira número 81.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
bottom of page